segunda-feira, 20 de março de 2017

Chuvas renovam as esperanças do agricultor lagoanovense

Na Região da Serra de Santana de janeiro até agora já foram registrados 250 milímetros de chuvas, bem mais que os magros 70 registrados no mesmo período do ano passado, por isso por aqui todo mundo está confiante numa boa safra este ano. Em um trecho de terreno de 4,5 hectares, o agricultor Jesiel Victor  plantou milho e feijão consorciados, à lavoura está  crescendo bonita e sem praga.
Mudou os tempos, ano passado nós não colhemos praticamente nada, de milho somente um pouco de palha de milho que serviu para alimentar o gado, porque só choveu o  mês de janeiro e passou 60 dias sem chover na nossa região.A nossa região  é propícia com pouca chuva porque estamos a  mais 700 metros a nível do mar e esse ano com a graça de Deus através da sua infinita misericórdia espero colher uma safra razoável e espero ter a 25 sacas de milho por aqui Pare” relatou Jesiel Victor,
Devoto do padroeiro das chuvas, José Luiz faz parte da terceira geração da família a receber a receber o nome do santo.
O meu avô era José Luiz do Nascimento meu pai é José Luiz Filho e eu sou o José Luiz Neto, e nós temos essa devoção com São José por que também é o patrono do agricultor é o nosso padroeiro e a gente tem esse bem com nosso Santo querido que tem uma certa relação os nossos nomes que devoção  a São José” Revelou José Luiz.
Na propriedade de 50 hectares, ele planta frutas e cuida de um apiário que tem 70 colmeias em produção, com o bom tempo que anda fazendo a serra, José Luiz anda satisfeito com o inverno promissor deste ano.
A minha previsão este ano é produzir uma tonelada de mel, tendo em vista o baixo nível de chuvas em 2016, tive uma menor onde alcancei fazer apenas meia tonelada e este ano se Deus quiser quero dobrar a produção” Relatou José Luiz
Na região serrana a fé com o trabalho é missão de todo dia, e mais que a estação da fartura, o inverno é um estado de espírito. 
Nós ficamos fortalecidos, mais felizes e mais animados para ir em busca da agricultura, porque com as chuvas tudo se renova, renova as nossas esperanças, nossas alegrias, porque quando chegas as chuvas até os pássaros cantam mais felizes” Concluiu José Luiz.
Costumo falar aos meus amigos que não precisa de muita coisa pra ser feliz aqui, só Deus mandando chuvas, porque com as chuvas a gente resolve praticamente todos os nossos problemas e dos animais” concluiu Jesiel Victor.

Confira o vídeo
video



Nenhum comentário :

Postar um comentário